O clássico na terra do forró. Começa hoje: o VIII Festival Internacional de Música de Campina Grande 2017

Publicado em Categorias Destaques, Últimas

Pelo oitavo ano seguido, a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) co-realiza o Festival Internacional de Música de Campina Grande. Este ano o evento, que também tem a promoção da Fundação Parque Tecnológico da Paraíba e da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), acontece entre os dias 10 e 16 de julho, com participação de professores da Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos, bem como dos diversos estados brasileiros. Cerca de 300 alunos participam das oficinas e concertos que acontecem durante o evento.

A grande novidade deste ano é o FIMUS Jazz, que recebe oito grupos da Paraíba, Rio Grande do Norte e Bahia. Dentre as principais atrações está Maíra Zaugg, cantora suíço-brasileira, uma das finalistas do programa The Voice Kids Germany 2013. Maíra Zaugg, em turnê pelo Nordeste, irá encerrar a primeira versão do FIMUS Jazz. Como nos anos anteriores, serão realizados concertos à tarde e à noite, no Teatro Municipal Severino Cabral, bem como nas cidades polo. O Instituto Federal da Paraíba, no turno da manhã e noite, também terá uma programação exclusiva cujo objetivo é formar novas plateias e também estimular o gosto pela música.

O Festival é coordenado pelos professores Carlos Alan Peres da Silva e Vladimir Silva, e tem como objetivo dinamizar a vida acadêmica, artística e cultural da cidade, do Estado e da região. A meta, segundo os organizadores, é tornar o festival um evento de referência internacional, ampliando a visibilidade de Campina Grande no setor da música.

O evento será aberto com o baixo-barítono Fellipe Oliveira, que tem atuado em companhias de ópera da Europa interpretando diferentes papeis em várias óperas, e o pianista Paulo César Vitor. Na terça-feira, será a vez de Gilson Antunes, pesquisador e intérprete da música brasileira para violão. Na sequência, os grupos Contraventos e Contracantos, da UFPE, apresentarão o espetáculo do Povo Brasileiro: Cantos do Nordeste, premiado pelo Governo de Pernambuco e que foi apresentado em várias cidades da França, em 2016.

A programação segue na quarta-feira com a flautista alemã Dagmar Wilgo e a cravista Luciana Câmara apresentam o recital Duo Tweets, com obras baseadas nos cantos dos pássaros. A pianista Regiane Yamaguchi, da UFCG, encerra a noite com obras de Bach, Haydn, Chopin e Villa-Lobos. Johnson Machado, David Gardner e Ana Flávia Frazão sobem ao palco na quinta-feira para apresentar três trios para clarinete, violoncelo e piano escritos por Henrique Oswald, Johannes Brahms e Nino Rota.

Destaque ainda para Missa de Alcaçus, do compositor Danilo Guanais, que será interpretada no encerramento do FIMUS. A Missa, composta originalmente em 1996 para solistas, orquestra de cordas e percussão, foi revisada e adaptada pelo compositor. A nova versão foi estreada recentemente, no Carnegie Hall, em Nova Iorque, pelo Coro de Câmara de Campina Grande, a pianista Regiane Yamaguchi e demais solistas.

Jazz

Já o primeiro Festival Internacional de Música de Campina Grande – JAZZ nasce com o objetivo de divulgar o que há de melhor na produção internacional no campo do Jazz. Além dos shows com artistas novos e consagrados, o FIMUS Jazz também será uma oportunidade para qualificação e aprimoramento. Por meio da realização de workshops e oficinas, estudantes e profissionais terão a oportunidade de aprender novas técnicas, bem como discutir os caminhos da produção musical.

Nesta primeira edição, o Festival recebe oito grupos, todos selecionados por meio de edital. De Campina Grande, confirmaram presença os grupos Symphonic Jazz, Trio Paraibô e Oxent Groove, este último finalista 2017 no Samsung E-Festival Instrumental; da capital paraibana. O festival terá ainda a apresentações de, Tryá, Trio Baião de Três e Trio Remanseio; de Paulo Afonso, na Bahia, o Igor Gnomo Group; e de Natal, Rio Grande do Norte, o Holistic Jazz. Esses grupos se apresentam no Teatro Municipal Severino Cabral e também nas cidades polo, Remígio e Pocinhos.

Este ano, a grande novidade é realização do I FIMUS Jazz, que objetiva difundir a produção desse segmento musical, trazendo o que há de melhor no campo da música instrumental e da música vocal.

As apresentações acontecem no Teatro Municipal Severino Cabral, em Campina Grande, e nas cidades de Pocinhos e Remígio. Além dos shows, serão realizadas master classes com profissionais com larga experiência.

Assim como em anos anteriores, o Festival receberá professores e artistas do Brasil e de outros países, como Alemanha, Inglaterra e Estados Unidos.

Todas as apresentações são gratuitas, mas para a programação no Palco Principal do Teatro Severino Cabral é realizada a distribuição de convites na portaria a partir das 18h. Os espetáculos começam às 20h.

No encerramento do VIII FIMUS, dia 14, o Coro de Câmara vai apresentar a nova versão da Missa de Alcaçus, de Danilo Guanais, cuja estreia aconteceu em maio no Carnegie Hall, em Nova York (EUA).